Turismo consciente – 5 Dicas para colocar em prática

Por: Nara janeiro 23, 2022
Anúncios

Turismo consciente: essa prática vai muito além da preservação a natureza, mas está ligada ao respeito a cultura e economia de uma região também.

Você se considera um turista consciente? Se a sua resposta foi “Não” ou não está convicto disso, talvez, seja a hora de repensar essa questão.

Todo viajante que se preze ama a natureza e sabe da sua importância, então, se você é viajante, é uma obrigação ser um turista consciente e praticar o turismo consciente.

Se você não sabe o que significa esse termo nem por onde começar, relaxa! Continue lendo esse texto e descubra 5 dicas para ser um turista consciente.

Turismo consciente
Reprodução: Canva

O que é turismo consciente e qual a sua importância?

O “Turismo Consciente” é o mesmo que “Turismo Sustentável”, ele surgiu para estimular práticas sustentáveis para cuidar do meio ambiente e da sociedade, em especial, dos lugares para onde viajamos.

Esse modelo de turismo tem como base os três pilares do desenvolvimento sustentável: ambiental, social e econômico.

Partindo dessa base, fica ainda mais fácil compreender o que é e quais são as práticas necessárias para ser um turista consciente.

Anúncios

Fora isso, ele também se concentra nos 3Rs: recicle, reduza e reutilize, se tiver esses conceitos em mente sempre que viajar, estará promovendo o turismo sustentável.

Sabemos dos estragos que o turismo em massa pode causar à natureza e à população de um determinado local.

No entanto, o turismo movimenta a economia de uma região, sendo assim, é importante promover ações para diminuir os impactos negativos e aumentar os positivos, por exemplo, estimulando a proteção do patrimônio natural e cultural do local.

As ações para praticar o turismo consciente são muitas, inclusive, a valorização dos costumes e tradições regionais.

Agora, confira algumas dicas para colocar em prática já na sua próxima viagem, certo?

1. Planejamento e escolha do destino

O primeiro passo para um turismo responsável está na escolha do destino, É preciso fazer um planejamento preciso para resultar sempre em boas escolhas.

Comece pelas datas, viajar em baixa temporada é vantajoso para você, para o meio ambiente e para a economia do local.

Agora, na hora de escolher o destino, opte por um local que não seja massificado. Já citamos o fato dos prejuízos que o turismo em massa causa à natureza de uma região e ao desenvolvimento dos seus habitantes.

Então, escolher destinos menos famosos ou em baixa temporada evitará a sobrecarga no ambiente.

Falando nisso, não deixe de ler nosso texto: Paraíso desconhecido – lugares incríveis no Brasil pouco explorados.

Nesse texto, você encontrará alguns destinos no Brasil pouco explorados e que ainda não sofrem muito com o turismo em massa.

Prosseguindo com o planejamento, na hora de escolher o voo, não deixe de verificar se a companhia aérea tem alguma ação sustentável, por exemplo, aquelas que utilizam biocombustível.

2. Acomodações

As acomodações também entram na lista de práticas do turismo consciente, entretanto, não tem com o que se preocupar, você não precisa dormir ao ar livre, em barracas ou sacos de dormir.

Mas, se quiser, será ótimo também.

Escolha acomodações ecológicas, por exemplo, hostel, que é o compartilhamento de casas. Além de ser mais econômico, reduz os impactos negativos.

Além disso, opte por pousadas, albergues comunitários, hotéis menores e de moradores locais.

Existem alguns selos de certificações concedidos a empresas do ramo que atendem a alguns padrões ambientais e sociais. Você pode está verificando se o local onde deseja se hospedar tem algum desses certificados.

3. Apoie a economia local

Enaltecer a cultura e gastronomia local é uma medida ideal para aquecer a economia e contribuir para o desenvolvimento da região.

Muitas famílias vivem exclusivamente das rendas com artesanatos e venda de comida típicas em ambientes familiares, inclusive precisam tirar o suficiente na alta temporada para sobreviver nos dias de baixa temporada.

Portanto, cabe a nós, viajantes conscientes, mudar a realidade dessas famílias e ajudar no seu desenvolvimento.

Como?

Viajando fora de temporada, como já foi dito, comprados dos artesãos e consumindo produtos de moradores locais.

4. Respeite as cultura e tradições locais

Um dos benefícios de viajar e conhecer novos povos, costumes e tradições. Isso agrega muito ao nosso conhecimento.

Então, que tal respeitar esses costumes e tradições?

Certamente, é preciso ter uma mente aberta e ser muito evoluído, principalmente quando os costumes são totalmente diferentes do nosso.

Inclusive, respeitar os costumes religiosos dessa tradição região também conta, principalmente na hora de visitar pontos turísticos religiosos, como templos.

Por exemplo, se é aconselhável usar roupas mais modestas ao entrar em um templo, faça isso!

Com toda a certeza, não vai atrapalhar a viagem, nem mudar quem você é, só demonstrará que você é um ser humano que respeita a cultura e tradição local.

5. Não incentive a exploração de animais ou pessoas

Infelizmente, a exploração animal e até mesmo de pessoas é muito comum em alguns destinos turísticos, aliás, em alguns bem famosos.

Lembrou de algum lugar ao ler esse parágrafo?

Talvez, você já tenha alimentado essa exploração sem perceber. Contudo, há oportunidades de mudanças.

Para praticar o turismo consciente é importante respeitar a vida selvagem da região e também os moradores locais.

Antes de realizar algum tipo de atração que envolva animais, verifique quais são as condições que esses animais vivem.

Fora isso, alguns hábitos e culturas dos nativos são explorados por agências de viagens e passeios, por exemplo, dos povos indígenas.

Portanto, verifique sempre a posição desses profissionais e o respeito que ele tem com a vida selvagem e a cultura local, antes de fechar um passeio.

Com toda a certeza, ainda existem muitas formas de promover o turismo consciente, algumas são tão óbvias que seria até vergonhoso ter que lembrar.

Um exemplo, não leve nada da natureza, não deixe rastros, por exemplo, lixo, diminua o uso de plásticos, tenha paciência e senso de humor, entre outras.

Você pode pesquisar mais práticas de turismo consciente na internet, e vá começando gradualmente, logo, isso se tornará um estilo de vida e você colocará em prática até mesmo na sua terra natal.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *