Comissário de bordo: saiba tudo sobre a profissão!

Por: Nara agosto 18, 2022
Anúncios

O comissário de bordo tem um papel importante na tripulação. Leia o texto e descubra mais detalhes sobre a profissão!


comissário de bordo

Atenção, senhores viajantes! Sejam bem-vindos a mais um post! Por medidas de segurança, acomodam-se e leiam esse texto até o fim! 

Nele, você descobrirá as principais informações sobre a profissão de comissário de bordo

Portanto, se você tem sonho de se tornar um, continue a leitura até o fim!

Qual o salário de um comissário de bordo? 

Será que começaremos pela parte mais importante e delicada? Sim! Até porque, saber o salário antes de decidir por uma profissão é indispensável. 

Muita gente se pergunta: Quanto ganha um comissário de bordo? Será que o salário compensa viver na ponte aérea, de um canto a outro? 

Confira a seguir qual o salário de uma aeromoça e tire suas próprias conclusões!

Anúncios

Existe um teto do salário para comissário, ele é de R$1.742 para as linhas aéreas. Ou seja, isso significa que nenhum profissional pode receber menos que esse valor. 

Todavia, a média salarial para o profissional que ocupar esse cargo é de R$3.997, segundo o site vagas.com.br.

O salário inicial pode chegar até R$2.421 e o salário máximo até R$5.037.

Além do salário, o profissional ainda conta com alguns benefícios estipulados pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas, por exemplo: adicional noturno, hospedagem nos destinos e adicional de compensação orgânica.

O que é preciso para ser comissário de bordo?

A boa notícia é que você não precisa ter experiência prévia para atuar como um comissário de voo. 

Entretanto, é necessário ter formação em curso de comissário de bordo reconhecido pela Agência Nacional de Aviação Civil.

Fora isso, você precisa ter ensino médio completo, ser maior de 18 anos e saber falar inglês fluentemente.

Os candidatos também precisam realizar um exame chamado CMA (Certificado Médico Aeronáutico).

Ele é dividido por categoria, e o comissário de bordo se enquadra na categoria 2° Classe. 

Nessa etapa são realizados diversos exames médicos, por exemplo, urina e eletroencefalograma. 

Só após a liberação desse certificado é que se deve iniciar o curso em uma escola preparatória. 

Vale ressaltar que o CMA não é gratuito, as taxas para o exame inicial, no momento, custa R$451,10.

Ainda é possível tirar uma graduação que pode aumentar as suas chances de ser contratado, as mais comuns são: 

Após a contratação, esse profissional precisa continuar estudando para atualizar e aprimorar seus conhecimentos. 

Qual a diferença de comissária de bordo e aeromoça?

Aeromoça é apenas um termo informal, o termo correto é Comissário de Voo. Inclusive, Brasil e Portugal são os únicos países a usar a palavra aeromoça com frequência. 

Ele é comumente usado para designar as mulheres que exercem a profissão. Se quiser usar o termo correto, use comissário de voo

Contudo, em situações mais informais, os termos “comissário de bordo” e “aeromoça” também são bem-vindos!

Qual a função do comissário de voo?

comissário de bordo

O principal papel desse profissional é garantir a organização, segurança e conforto dos passageiros durante o voo. 

No avião, geralmente há dois grupos: os passageiros e a tripulação. A tripulação são as pessoas que operam no avião, ou seja, trabalham. 

A aeromoça, por sua vez, faz parte da tripulação da cabine do avião com o comandante, copiloto e mecânico de voo.

Os comissários de bordo são subordinados disciplinarmente e tecnicamente ao comandante durante toda a viagem. Eles não têm autorização para operar uma aeronave. 

Entre as principais atividades desenvolvidas por esse profissional, podemos destacar, por exemplo: 

Sobre a profissão

Ser comissário não é difícil em termos técnicos, contudo, a rotina desse profissional é muito diferente. 

Isso porque, ele estará sempre longe da família, os horários podem ser intercalados e passa boa parte do seu tempo em voos e hotéis.

Certamente, é uma profissão que requer muitos sacrifícios e abdicações, portanto, é importante avaliar e conhecer o mercado antes de tomar a decisão. 

Segundo um gráfico do Ministério de Trabalho e Educação divulgado no site Quero Bolsa, esse setor não apresentou crescimento nos últimos anos. 

Além disso, a oferta de vagas é pequena e a concorrência é muito grande. Essas questões também devem ser avaliadas na hora de escolher. 

Conclusão

Como pode ver, ser comissário de bordo envolve muitos desafios, mas também tem suas vantagens. 

Portanto, escolha com calma e boa sorte!

Enquanto não decide, que tal conhecer o mundo de um ponto vista diferente? Como passageiro?

Aqui em nosso blog você encontra muitas dicas que te ajudarão a viajar com muita economia e a conhecer os destinos mais incríveis do mundo!

Falando nisso, que tal conhecer os benefícios que o cartão de crédito Carbon C6 Bank oferece para quem ama viajar? Leia o texto!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *